ASSINE

Redução da violência vai além de políticas de segurança

Nas eleições deste ano, é bom ficarmos atentos a projetos de governo que fujam de saídas reducionistas e apontem soluções perenes, nas áreas de educação e geração de emprego

Publicado em 13/04/2018 às 15h43
Um homem morreu na Avenida Vitória. Crédito: André Rodrigues | Gazeta Online
Um homem morreu na Avenida Vitória. Crédito: André Rodrigues | Gazeta Online

O medo que acompanha os moradores da Grande Vitória se transformou em pânico nesta quinta-feira (12). Um tiroteio em um ponto de ônibus próximo a uma faculdade, na Capital, por pouco não se transformou em tragédia ainda maior. Mas a segurança pública não é assunto no qual se possa depender da sorte.

O discurso das autoridades costuma estar focado em dois pontos: as ações de repressão e o clamor por mudanças das leis, como forma de dirimir a impunidade. É claro que essas providências ajudariam a reduzir a criminalidade, mas são suficientes para sanar a violência urbana, problema crônico e profundo.

Nas eleições deste ano, a segurança pública certamente estará na pauta dos candidatos, em todas as esferas do poder. É bom ficarmos atentos a projetos de governo que fujam de saídas reducionistas e apontem soluções perenes, com investimentos em políticas públicas estruturantes, especialmente nas áreas de educação e geração de emprego. Do contrário, continuaremos reféns do medo.

eleições segurança pública vitória vitória

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.