ASSINE

Greve dos caminhoneiros faz exportação de suínos cair 19%

Entre janeiro e junho, considerando todos os produtos entre in natura e processados, as vendas ao exterior alcançaram 278,3 mil toneladas

Publicado em 16/07/2018 às 15h54
Hong Kong, na China, é o principal destino das exportações de carne suína do Brasil. Crédito: Divulgação
Hong Kong, na China, é o principal destino das exportações de carne suína do Brasil. Crédito: Divulgação

A greve dos caminhoneiros, com bloqueio das estradas, afetou as exportações de carne suína brasileira no primeiro semestre de 2018. Entre janeiro e junho, considerando todos os produtos entre in natura e processados, as vendas ao exterior alcançaram 278,3 mil toneladas, volume 18,9% inferior em relação ao mesmo período de 2017, quando foram exportadas 343,3 mil toneladas. As informações foram divulgadas pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A receita das vendas no período teve uma queda de 30,4% em relação a 2017, totalizando US$ 567,2 milhões, frente aos US$ 814,7 milhões do ano passado.

Só em junho, foram embarcadas 35 mil toneladas, uma retração de 45,4% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 64,1 mil toneladas. Na comparação com maio, mês da paralisação, a retração chegou a 26,6%, quando foram exportadas 47,7 mil toneladas.

“Os bloqueios nas estradas ocorridos nos dez últimos dias de maio ampliaram os impactos registrados pelo setor com o embargo imposto pela Rússia desde dezembro de 2017, o que fica explícito quando comparamos os desempenhos de maio e junho. Esperamos que esta retração se dissolva ao longo dos próximos meses, especialmente a partir de julho”, disse em nota Francisco Turra, presidente da ABPA.

Mesmo com os impactos dos bloqueios nas estradas, as vendas de carne suína para a China permaneceram em alta neste semestre. Ao todo, foram 69,8 mil toneladas exportadas no período, volume 170% superior às 25,8 mil toneladas embarcadas no mesmo período do ano passado.

Hong Kong continua como principal destino das exportações de carne suína do Brasil, com 79,3 mil toneladas embarcadas no primeiro semestre, volume 12% acima do verificado no mesmo período do ano passado, de 70,7 mil toneladas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
economia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.