ASSINE
O cotidiano das nossas cidades, a cultura, a política, a economia e o comportamento da sociedade estão no foco da coluna, que acompanha de perto também as políticas públicas e suas consequências para os cidadãos

Diretor-geral do Detran vai assumir a Secretaria de Segurança

Romeu Scheibe Neto, de 4 a 9 de março, durante o afastamento do titular da Sesp, André Garcia, que vai participar de um evento nos Estados Unidos

Publicado em 16/02/2018 às 19h56
Romeu Scheibe Neto vai comandar a Sesp durante seis dias, em março. Crédito: Gazeta Online
Romeu Scheibe Neto vai comandar a Sesp durante seis dias, em março. Crédito: Gazeta Online

A Secretaria Estadual da Segurança Pública será comandada interinamente pelo diretor-geral do Detran, Romeu Scheibe Neto, de 4 a 9 de março, durante o afastamento do titular da Sesp, André Garcia, que vai participar de um evento nos Estados Unidos. Segundo o Palácio Anchieta, a escolha é um “reconhecimento ao bom trabalho” do diretor na direção do Detran.

O rodízio

Romeu Neto não é o primeiro a ser “homenageado” pelo governo com a interinidade na Sesp. No fim do ano passado, o comandante-geral da PM, coronel Nylton Rodrigues, assumiu a secretaria durante as férias de Garcia.

Susto matinal

Por falar em André Garcia, ele foi surpreendido ontem de manhã com a notícia da intervenção federal no setor no Rio de janeiro. Em Cachoeiro, onde participou de um evento, ele ligou para o secretário de Segurança de Minas para agendar uma reunião na semana que vem com os colegas da Região Sudeste.

A lista do terror

Na véspera, Garcia não gostou nem um pouquinho de o Espírito Santo ter sido incluído, em reportagem do Jornal Nacional, no mapa dos Estados onde a situação de segurança é considerada mais crítica. “Foi um equívoco”, aponta.

Por pouco

Roberto Sá, o secretário de Segurança do Rio afastado ontem, foi indicado, em 2014, pelo então governador Sérgio Cabral (aquele mesmo) para ser o secretário da pasta no governo Hartung. Mas Sá não aceitou.

Ficou no Rio

Segundo o G1 Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, secretário de Cabral, indicou Roberto Sá, que era seu sub, para assumir a Segurança nos Estados do Ceará e do Rio Grande do Sul. Sá não aceitou e acabou assumindo a Segurança no Rio. Deu no que deu.

Ficou no Rio 2

Embora seja o comandante do Comando Militar do Leste, que engloba o Espírito Santo, o general Braga Netto, que está à frente da intervenção federal no Rio, não chegou a vir ao Espírito Santo durante a greve da PM no ano passado.

Cachorro morto

Da subsecretária estadual da Segurança Pública, Gracimeri Gaviorno, ao comparar os resultados da segurança no carnaval entre o Espírito Santo e o Rio de Janeiro: “Eis a diferença entre uma gestão eficiente e outra ineficiente”.

Muito para pouco

Leitor da coluna ficou intrigado ao passar em frente ao posto da PRF da Serra e constatar a presença de um radar móvel justamente onde os motoristas passam bem devagar.

Pouco para muitos

O motorista também estranhou o limite de velocidade no local – 30 km/k –, que ele considera muito pouco e que acaba gerando engarrafamentos na rodovia.

Eles odeiam o coentro

Blogueiro de gastronomia do jornal Folha de S.Paulo, Marcos Nogueira faz um texto em que discorre sobre o propalado ódio do paulista ao coentro. Casado com uma mulher de uma família capixaba, ele cita a moqueca e declara sua paixão pelo tempero.

Ele ama o coentro

“Depois de algumas visitas a Vitória, eu entendi que dói menos quando você aceita a situação. Passei a tolerar o coentro. Sem perceber, comecei a gostar muito dele. Sou um coentro hater convertido em coentro lover”.

Bichos soltos

A Assembleia Legislativa foi dedetizada no recesso de dezembro, mas tem gente reclamando de insetos nos gabinetes. “Em vez de veneno, deram remédio”, ironiza um servidor referindo-se às “baratinhas” que teimam em aparecer.

Sauna legislativa

O calor também tem incomodado na Assembleia. O sistema de refrigeração não dá conta nos dias de verão.

Pode?

Chefão do Podemos no Estado, o prefeito de Viana, Gilson Daniel, é cogitado para ser vice de uma eventual candidatura da senadora Rose de Freitas (MDB, por enquanto) ao governado do Estado.

Ouro no tanque

Já chegou a R$ 5,099 o preço do litro de uma gasolina especial num posto em Jardim Camburi, em Vitória. Tem que ter intervenção nisso também, presidente Temer!

Fica para a próxima

O fim do mundo estava previsto para ontem. Se você, caro leitor, estiver lendo esta nota é porque falharam outra vez.

Alô, Rio de Janeiro!

Até quando vocês vão aguentar as pisadas do Pezão?

Ouro no tanque 

Já chegou a R$ 5,099 o preço do litro de uma gasolina especial num posto em Jardim Camburi, em Vitória. Tem que ter intervenção nisso também, presidente Temer!

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.